Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

17
Out23

childhood

Cecília

Amy loved her mother, but she was not close to her. The things that happen in childhood do not go away.

"I love my grandson," Isabelle was saying. "Oh, I do, but he's not really a part of my life."

 

Elizabeth Strout – Olive, Again (2019)
Penguin Random House UK (2019)

 

 

14
Set23

girando em frente

Cecília

Assim que começou a limpar o Parlamento - há tantos anos que já nem se lembra -, depois de ter trabalhado num lar, a mulher de cabelos cinzentos a denunciar mais de meio século de vida pensou em despedir-se logo no primeiro mês. O motivo era simples: de tão grande que é a Assembleia da República, Feliciana Afonso sentia medo só de pensar que tinha de se deslocar de uns sítios para os outros sem saber o caminho. O tempo fez questão de lhe ensinar os percursos e as contas para pagar ao final do mês acabaram por pesar mais do que qualquer insegurança. [...]

Durante a pandemia, deixou de se preocupar com as incertezas. Nunca se preocupou muito com o futuro, agora ainda menos. Fechou os olhos e teve «fé em Deus». Só.

Se tiver de ter tenho, se não tiver de ter não tenho. Mesmo quando estava no centro de dia não tinha medo de nada. Sou uma mulher de trabalho e não temos de ter medo de nada. Não, não. Nem é por limpar o chão que sou menos que os outros. Olhe, tanto me pega a mim, como ao senhor primeiro-ministro. 

 

Rita Pereira Carvalho  – As Invisíveis, Histórias sobre o trabalho de limpeza (2022)

Fundação Francisco Manuel dos Santos, Rita Pereira Carvalho (2022)

 

 

14
Set23

ser verdade

Cecília

"But I haven't had it for a few years, and so I wonder: Did I make it up? But I know I didn't, Bernie [...] But whenever someone says they're an atheist, I always privately have this bad reaction, and they give all the obvious reasons, you know, kids get cancer, earthquakes kill people, all that kind of stuff. But when I hear them, I think: But you are barking up the wrong tree."

 

Elizabeth Strout – Olive, Again (2019)
Penguin Random House UK (2019)

 

Oak Trees
R. Ellison

 

02
Ago23

fuga

Cecília

" [...] Have a cry like you've never had in your life. And when you're done, get yourself something to eat. I bet you haven't eaten a thing all day."

"You're right, I haven't. And I will eat something, I promise. But I don't feel like crying anymore, Bernie. I feel... I feel like I could practically sing."

"Then do that," he said.

 

Elizabeth Strout – Olive, Again (2019)
Penguin Random House UK (2019)

 

 

29
Jun23

o veneno da autocomiseração... ou da mercantilização

Cecília

- Que surpresa! Parece muito melhor.

- Não estou. Em coisas do coração não há curas. Há só fases do mesmo mal. 

 

Agustina Bessa-Luís – Fanny Owen (1979)

Colecção Mil Folhas / Bibliotex SL / M.E.D.I.A.S.A.T. e Promoway Portugal Ltda (2002)

 

 

13
Jun23

amor em estado puro (e duplo)

Cecília

Os gémeos são o símbolo da dualidade por excelência, quer se trate da sua representação mágica e mitológica ou do terceiro signo do Zodíaco. Esta ambivalência pode ser de natureza integradora e harmoniosa, como partes de um todo, ou então ser de ordem desintegradora, conflituosa e caótica. Os gémeos são também um símbolo de proteção, de intervenção do divino, de criação e de prosperidade.
O fenómeno do nascimento dos gémeos é observado na mitologia de diferentes culturas.[...] Num sentido mais individual, os gémeos representam a natureza humana com as suas diferenças e oposições internas, os conflitos e as divisões. As decisões são muitas vezes opções que se traduzem em sacrifícios de uma parte do todo em favor da outra parte. Nos mitos da Antiguidade, os gémeos são dotados de grande poder criador, protetor ou mágico. Em África, os gémeos podem ser protetores ou positivos, mas também negativos, simbolizando a contradição interior, o caos e o desequilíbrio. [...] Em Alice no País das Maravilhas, os gémeos encontrados numa encruzilhada têm um significado de dualidade e de escolha reforçado pelo local onde se deram a conhecer. Como terceiro signo do Zodíaco, os Gémeos são um símbolo de dualidade e de conflitos interiores e exteriores, mas também da complementaridade que dá lugar à criação ou ao despontar da estação do verão. A ambivalência deste signo de ar também dá lugar à criação artística e ao desenvolvimento espiritual através da polaridade das diferenças entre feminino e masculino, noite e dia, interior e exterior. É um signo associado à comunicação, aos contactos, às viagens e aos transportes.

in https://www.infopedia.pt/apoio/artigos/$gemeos-(simbologia)

 

"Ter filhos gêmeos é considerado uma dádiva"[...]
"A cultura africana diz que os gêmeos devem receber um tratamento muito bom para que haja um desenvolvimento tranquilo. As crianças conseguem tudo."
Os ibejis, orixás crianças (sempre gêmeas), são cultuados principalmente na Nigéria, país com o maior número de nascimento de gêmeos no mundo. "Os ibejis trazem harmonia para a família"

in https://www1.folha.uol.com.br/fsp/mundo/ft3001200008.htm

 

 

IMG_20171117_112030.jpg

D. & L.

13.06.2017

 

02
Jun23

[cuidar-me e obrigar-me a] descansar

Cecília

Há, em sítios com milhares de pessoas, um anonimato que pode ser ou não conveniente. Nas cidades pequenas, pelo contrário, todos têm nome e vão ganhando uma etiqueta. 

 

Rita Pereira Carvalho  – As Invisíveis, Histórias sobre o trabalho de limpeza (2022)

Fundação Francisco Manuel dos Santos, Rita Pereira Carvalho (2022)

 

INVISIBLE WOMAN - KITCHEN (2005)
Catherine Rogers

 

01
Jun23

dia da criança

Cecília

Num primeiro momento, a tendência é para generalizar e pensar que crianças com 7 anos têm a mesma rotina e vidas semelhantes, divididas entre casa e escola. Mas depois escava-se na realidade e nem é preciso muito para se perceber que essa ideia não podia estar mais errada e que há crianças que não chegam a cumprir oito horas de sono. O filho de Elissangela acorda de madrugada, vai para a ama pouco depois das cinco da manhã e, de seguida, segue para a escola. Ao final do dia, a ama vai buscá-lo às aulas e, antes de jantar, Elissangela leva-o de volta para casa. Sempre assim, cinco dias por semana. Não é uma rotina instável, mas é um hábito cansativo. [...]

A história de Diogo é, no entanto, diferente. Esta criança faz um sacrifício que a maior parte das crianças, certamente, nunca conheceu nem imagina: acorda de madrugada para acompanhar a mãe até ao trabalho, acabando por sair da cama umas cinco horas antes de as aulas começarem. Se alguém for distraído e encontrar Diogo no autocarro 726 da Carris, com destino ao Marquês de Pombal, por volta das cinco e meia da manhã, pode nem se aperceber de que ele acordou cedo e de que, sendo uma criança, não deveria estar ali àquela hora. Mas este miúdo leva consigo uma felicidade comparável com aquela que provavelmente os seus amigos têm ao sair das aulas [...] 

Sentado nos últimos bancos estava Diogo. Para esta criança, o relógio parece ter mais horas. «Acorda todos os dias às quatro da manhã e sempre bem-disposto [...] », [...] É assim todos os dias, e todos os dias Diogo acorda com a mesma energia. 

 

Rita Pereira Carvalho – As Invisíveis, Histórias sobre o trabalho de limpeza (2022)

Fundação Francisco Manuel dos Santos, Rita Pereira Carvalho (2022)

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2022
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2021
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2020
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2019
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2018
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2017
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2016
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub