Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nunca a canção fora tão bela e tão temida, como quando foi servida pelos Príncipes da Palavra. Muitos viviam exilados, ou, se estavam em Portugal, eram presos com frequência. Constituíam uma autêntica plêiade de poetas e baladeiros para quem a canção era uma arma. José Afonso, Adriano Correia de Oliveira, José Mário Branco, Ary dos Santos, Sophia de Mello Breyner, Manuel Alegre, Natália Correia e outros. Mas até o rock, por fim emergente, acabaria por entrar também pelos (...)
26 Set, 2018

Pietro

Reconheci-te logo destruída Sem te poder olhar porque tu eras O próprio coração da minha vida E eu esperei-te em todas as esperas.        in O Colar  Sophia de Mello Breyner Andresen      
As pessoas sensíveis não são capazes De matar galinhas Porém são capazes De comer galinhas   O dinheiro cheira a pobre e cheira À roupa do seu corpo Aquela roupa Que depois da chuva secou sobre o corpo Porque não tinham outra O dinheiro cheira a pobre e cheira A roupa Que depois do suor não foi lavada Porque não tinham outra   " Ganharás o pão com o suor do teu rosto" Assim nos foi imposto E não: " Com o suor dos outros ganharás o pão".   Ó vendilhões (...)