Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

outra coisa


Cecília

11
Mar19

Água vai e se for outra coisa perdoai!

 

 

Álvaro Guerra – Razões de Coração (1991)
Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)

 

 

tratamento de agua e esgoto.jpg

http://meioambientetecnico.blogspot.com/2012/10/tratamento-de-agua-e-esgoto.html

 

https://diariodovale.com.br/cidade/saae-bm-pede-desculpas-aos-consumidores-que-tiveram-o-valor-de-suas-contas-de-aguaesgoto-alteradas/

 

os 12 mandamentos ciganos


Cecília

26
Fev19

1º  Amar a Deus acima de tudo e respeitar todos os Santos;

 2º  Respeitar a Semana Santa;

3º Respeitar todas as Religiões e credos que elevam o nome de Deus – Nosso Pai;

  4º Ajudar-se mutuamente;

  5º Amar e não desmerecer nenhuma criança;

  6º Respeitar os idosos e não desprezar a sua sabedoria;

  7º Não mostrar o corpo;

  8º Não se prostituir;

  9º Manter a fidelidade entre os casais;

10º Não se envergonhar de sua origem;

11º Não deixar de praticar o dom da adivinhação;

12º Não trair seu povo.

 

 

 

 

conflito de espaços


Cecília

04
Jul18

Quando o espaço comum é demasiado pequeno, surgem inúmeros problemas. Numa sociedade, se houver espaço, nunca há conflito. 

 

Afonso Cruz - Jesus Cristo Bebia Cerveja (2012)

Penguin Random House (2016)

 

 

 

 

encarar conforme os bons costumes


Cecília

23
Mar18

 

A versão de que Eva encarou o problema de frente é pelo menos a mais corrente entre os historiadores e a que melhor se conforma com os bons costumes. 

 

 

Vilhena – História Universal da Pulhice Humana (1960/1961/1965)
Edição Completa, Integral e Nunca Censurada dos Três Volumes Originais Pré-História / O Egipto / Os Judeus

Herdeiros de José Vilhena / SPA 2015, E-Primatur (2016)

 

 

wine_52569.jpg

créditos imagem:  https://www.toonpool.com/cartoons/wine_5256#img9

puta a um canto


Cecília

07
Mar18

V

 

(À infalível prostituta, a um canto)

 

Se eu quisesse, tornava-te humana.

Fazia-te chorar

as lágrimas que trago em mim. 

 

E beijava-te a boca

a menina que ainda existe 

no fundo dos teus olhos. 

 

Mas não quero. 

 

Prefiro ver no teu corpo 

o desenho da minha indiferença.

E sentir-te na pele

tudo o que há de vil na minh'alma

- e já não cabe em mim. 

 

José Gomes Ferreira in Cabaré 

 

 

José Gomes Ferreira – Poeta Militante I

Círculo de Leitores (2003)

 

 

 

 

proibido proibir


Cecília

05
Nov17

amar é uma probição de estar só. 

 

Valter Hugo Mãe – Homens imprudentemente poéticos

Porto Editora (2016)

 

 

 

 

Nada tenho como certo
Não, o certo nunca foi para mim
A minha pele como um pó
Veio o vento a mudar quem sou
Vai de longe, sem cair

Mas desde que te vi
Com o coração colado ao peito
Já, já tão desfeito do que quis
Sou barco negro e tu farol
Noite escura estendida ao sol
Mão no ar, estou aqui

Vou veloz e vou por ti
Chama-me que eu vou
Já te vejo em todo o lado
Pede-me que eu dou
Chama-me que eu vou
Pela porta de frente contigo posso ser o que eu sou
Contigo, hey
E não me tires o tapete
Não, não me contes já o fim
Que esta canção eu sei de cor
E a vontade só quer dançar
Mão no ar, estou aqui
Vou veloz toda por ti
Chama-me que eu vou
Já te vejo em todo lado
Pede-me que eu vou
Lá no alto há um santo que alguém largou
No meu altar um desejo que só pra ti cantou
Mais que uma vaga promessa
Que tão depressa cansou
Vem fazer par desta dança
Contigo eu consigo
Eu vou ser tudo aquilo que eu sou
Contigo eu vou ser o que eu sou
Contigo eu posso ser
Chama-me que eu vou
Chama-me que eu vou
Contigo posso ser o que eu sou