Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

  tudo o que entra na gente transforma-se na gente, comida, episódios antigos, molares,    António Lobo Antunes – A Última Porta Antes da Noite (2018) Publicações Dom Quixote (2018)      
21 Jan, 2020

vivos mortos

Os mortos são frequentemente mais vibrantes que os vivos, livres do fardo da vida, irritados apenas pelo remorso.    Wray Delaney - Memórias de Uma Cortesã  (2016) Quinta Essência, Oficina do Livro (2017)      
11 Jun, 2019

simples

O problema é que quero muitas coisas simples, então pareço exigente.   Fernanda Young      
18 Fev, 2019

na distância

Todos te viram ninguém te viu e foi então que vi eras tu não eras tu jamais e eras tu e sem nome na tua boca sem tua boca eu vivi na distância inerte e nu    António Ramos Rosa - Obra Poética I  Assírio & Alvim (2018)      
Pode acontecer que muitos, indivíduos ou povos, julguem, mais ou menos conscientemente, que «todos os estrangeiros são inimigos». Na maioria dos casos esta convicção jaz no fundo dos espíritos como uma infecção latente; manifesta-se apenas em actos esporádicos e desarticulados e não se constitui num sistema de pensamento. Mas quando tal acontece, quando o dogma não enunciado se torna premissa maior de um silogismo, então, no fim da cadeia, encontra-se o Lager. Ele é o produto (...)
25 Jun, 2018

a barba de gente

água pela barba a muito boa gente (7)   (7) Maneira de nos referirmos a gente nem sempre muito boa        Vilhena – História Universal da Pulhice Humana (1960/1961/1965) Edição Completa, Integral e Nunca Censurada dos Três Volumes Originais Pré-História / O Egipto / Os Judeus Herdeiros de José Vilhena / SPA 2015, E-Primatur (2016)      
23 Jan, 2018

aguardando

Mas aguardava que a arte lhe explicasse o porquê da sensação de transcendência.    Valter Hugo Mãe – Homens imprudentemente poéticos Porto Editora (2016)