Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

resta ressuscitar

O teu avô pisava as uvas para fazer vinho, não era? Quando se chega a esta idade somos umas uvas, pisadas a vida inteira. Um dia, Nosso Senhor transformar-nos-á em vinho. Sofremos tanto que já só podemos ressuscitar, já não nos sobra mais nada. 

 

Afonso Cruz - Jesus Cristo Bebia Cerveja (2012)

Penguin Random House (2016)

 

 

 

 

 

 

pessoas em trâns(e)ito

 Depois, quando estava prestes a enfiar-se à frente do velho sedan, o puto que ia ao volante acelerou, aproximou-se, cortou-lhe a passagem e voltou a pôr-se ao lado do outro carro.

Frank voltou a enfiar-se atrás do carro dos putos. Continuavam a conversar e a rir. Viu o autocolante do pára-choques. JESUS AMA-TE. 

Depois reparou num decalque no vidro traseiro. THE WHO.

Bem, tinham Jesus e tinham os The Who. Por que raio é que não o deixavam passar? 

 

 

Charles Bukowski in Mercadoria Danificada - Música para Água Ardente (1983)

Antígona (2015)

 

 

 

 

Deus, sexo e as sociedades disfarçadas

O jornalista diz que é assim mesmo, que nas sociedades disfarçadas todo o entendimento é um crime, se possível um crime sexual. Ele diz que não tenho de me admirar, ele acha que eu devo saber que o sexo é como Deus - o sítio secreto da expressão secreta a que se atribui tudo o que não tem explicação.    

 

 

Lídia Jorge – A Costa dos Murmúrios (1988)
Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)

 

 

 

páscoa (ressurreição de convicções e vontades)

 Padres e juízes andam de t-shirts, mas deus

Fuma charuto.

 

Maria Gabriela Llansol - O Começo de Um Livro É Precioso
Assírio & Alvim (outubro 2003)

 

 

 

festas felizes?

Estudo revela que foram feitas, apenas num mês, 15 mil publicações no Twitter sobre o Natal. Férias é um dos “presentes” mais pedidos pelos portugueses. Dinheiro e roupa são outros dos bens mais pedidos!

(...)

Ainda de acordo com o estudo, “presentes” surge como o termo mais mencionado com um total de 6.700 referências, destacando-se, aqui, o “dinheiro” – com quase 400 menções – e “roupa”, com 120. Nesta última categoria, as preferências vão para vestuário e calçado da marca Adidas

(...)

Também o termo “férias” conquistou um número interessante de referências entre o total das publicações dos utilizadores, somando aproximadamente 3.000 tweets. (...)  “Já nem peço que chegue o Natal, só quero as férias”

 

in http://www.lux.iol.pt/nacional/13-12-2016/desejos-de-natal-nas-redes-sociais-sabe-quais-sao-os-presentes-mais-pedidos-pelos-portugueses