Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

olá, alma

“Uma Alma Gêmea pode responder a seus sinais emocionais. Vale decidir: Se deixar cair suas cercas emocionais, quando confia,  receberá de volta toda a atenção. E a Alma Gêmea se move para responder às suas necessidades, toca a sua mão quando está inseguro, lhe abraçará quando estiver alegre e oferece  o ombro com ternura se está sofrendo”.

 

 

in https://www.portalraizes.com/8-dicas-para-reconhecer-sua-alma-gemea/

 

 

 

 

 

equívoco tão moderno na avaliação de uma mulher

É verdade que Sand sente necessidade de dar - afecto, tempo, cuidados, carinho, atenção -, mas desde que tal não equivalha a renunciar à sua liberdade de pensamento e à sua independência. Esta dualidade é visível através de um subterfúgio estilístico: de facto, Sand refere-se a si mesma, alternadamente, no género feminino e masculino. É ela a primeira, aliás, a ser apanhada nessa contradição, nesse equívoco tão moderno que avalia a mulher enquanto independente ou amante, nunca considerando ambas as condições. 

 

 

George Sand – Diário Íntimo

Antígona (2004)

 

 

 

 

 

the world turning in my sheets

com quem me casei ao casar contigo, via-te dormir e pensava

- Quem és?

pensava

- O que faço aqui?

 

 

António Lobo Antunes – Para Aquela Que Está Sentada No Escuro À Minha Espera (2016)
Publicações D. Quixote | Leya (2016)

 

 

 

 

Saw the world turning in my sheets and once again I cannot sleep.
Walk out the door and up the street; look at the stars beneath my feet.
Remember rights that I did wrong, so here I go.
Hello, hello. There is no place I cannot go.
My mind is muddy but my heart is heavy. Does it show?
I lose the track that loses me, so here I go.
And so I sent some men to fight, and one came back at dead of night.
Said he'd seen my enemy. Said he looked just like me,
So I set out to cut myself and here I go.
I'm not calling for a second chance,
I'm screaming at the top of my voice.
Give me reason but don't give me choice.
'Cause I'll just make the same mistake again.
And maybe someday we will meet, and maybe talk and not just speak.
Don't buy the promises 'cause, there are no promises I keep.
And my reflection troubles me, so here I go.
I'm not calling for a second chance,
I'm screaming at the top of my voice.
Give me reason but don't give me choice.
'Cause I'll just make the same mistake,
I'm not calling for a second chance,
I'm screaming at the top of my voice.
Give me reason but don't give me choice.
'Cause I'll just make the same mistake again.
Saw the world turning in my sheets and once again I cannot sleep.
Walk out the door and up the street; look at the stars.
Look at the stars fall down.
And wonder where did I go wrong.