Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

09 Out, 2019

mexican portuguese

English to Mexican Portuguese translation,Job posted at: Oct 9, 2019 10:56 GMT   (GMT: Oct 9, 2019 10:56) Job type: Translation/editing/proofing job  Service required: Translation Languages: English to Portuguese Job description:Hi There, Trust you are doing fine. We are expecting a new project of English to Mexican Portuguese translation, below are the details as required. Language Pair: English to Mexican Portuguese Word Count: approx 10K Domain:General Request you to (...)
31 Mai, 2019

F-GZCP

Ensinar, mas fazer; crer, mas estudar; aconselhar, mas exemplificar. Chico Xavier   voo da noite de 31 de maio para 1 de junho de 2009    
10 Mar, 2019

se

a confusão decadente com que agora tentam cumprir as ordens cada vez mais insensatas do Imperador, enquanto cavalga para a retaguarda com um pequeno destacamento de cavaleiros, no caminho de Mação, à cata dos retardatários que se arrastam Debaixo de chuva, fazendo das espingardas bordões ou amontoados à matroca em carros de bois roubados nas quintas, de pés estrapados em farrapos sujos, entregues à exaustão e à fome. Se o rasto caótico daquela marcha tivesse acontecido em (...)
Além deste privilégio o homem usufruia outros: Como não tinha sido ainda inventada a escrita, não lia discursos políticos nem cartazes de propaganda eleitoral, nem tabuletas que dizem «Proíbido», nem letreiros que dizem «Reservado», nem etiquetas que dizem «Ocupado» nem cartazes que dizem «Propriedade particular». Evitava também por completo a chatice dos empregos. Como a rádio era totalmente desconhecida jamais escutou um anúncio do Tide ou uma «nota do dia» da Emissora (...)
30 Mai, 2018

de ser como se é

Aquela cara de feições enormes, de gigante triste, volta-se de vez em quando para a multidão dos visitantes que estão para lá do vidro, a menos de um metro de distância; um lento olhar carregado de desolação de ser como se é, único exemplar no mundo de uma forma não escolhida, não amada, todo o cansaço de se carregar sobre os ombros a sua própria singularidade, todo o desgosto de ocupar o espaço e o tempo com a sua própria presença, tão embaraçante e tão vistosa.      
O jornalista diz que é assim mesmo, que nas sociedades disfarçadas todo o entendimento é um crime, se possível um crime sexual. Ele diz que não tenho de me admirar, ele acha que eu devo saber que o sexo é como Deus - o sítio secreto da expressão secreta a que se atribui tudo o que não tem explicação.         Lídia Jorge – A Costa dos Murmúrios (1988) Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)      
  "Se o podre está no fundo repousado,  A vida está no extremo dos altos bordos, afligida.  De profundis, clamavi ad te_ ad te, vida inesperada, que  Nos desesperas e engrandeces.       Maria Gabriela Llansol - O Começo de Um Livro É Precioso Assírio & Alvim (outubro 2003)