Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

01 Set, 2019

faltas

É mais nos dedos que me faltas     Paulo da Costa Domingos in ABSIDE     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)     Toutes les machines ont un cœur, t'entends?  Toutes les machines ont un cœur, dedans  Qui bat, qui bat, qui bat  Comme on se bat maman  Comme on se bat pourtant On n'avait pas prévu ça  D'avoir des doigts Messenger Des pouces ordinateur  Sur les machines on passe des heures  Sur les machines on dessine un cœur  Qui (...)
30 Mai, 2018

de ser como se é

Aquela cara de feições enormes, de gigante triste, volta-se de vez em quando para a multidão dos visitantes que estão para lá do vidro, a menos de um metro de distância; um lento olhar carregado de desolação de ser como se é, único exemplar no mundo de uma forma não escolhida, não amada, todo o cansaço de se carregar sobre os ombros a sua própria singularidade, todo o desgosto de ocupar o espaço e o tempo com a sua própria presença, tão embaraçante e tão vistosa.      
14 Nov, 2016

amadeo

eu nem a mim próprio me imito    Amadeo de Souza-Cardoso (14 de novembro, 1887 – 25 de outubro,1918)      Em 1916, foram expostas 114 obras no Porto, 113 em Lisboa. A exposição comemorativa reúne aproximadamente 70% das obras identificadas a partir dos catálogos originais e estará patente no Museu Nacional Soares dos Reis, de 1 de Novembro de 2016 a 1 de Janeiro de 2017, e no Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, de 12 de Janeiro a 26 de Fevereiro de 2017.   in http://www.patrimoniocultural.pt/pt/agenda/exhibitions/exposicao-amadeo-de-souza-cardoso-porto-lisboa-2016- (...)