Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Um dos mais infames costumes observados na Prisão de Fleet, nos séculos dezassete e dezoito, era a celebração de cerimónias de casamento por clérigos desonestos e dissolutos. Estes funcionários, na sua maioria presos por motivo de dívidas, insultavam a dignidade da sua sagrada profissão ao casarem nas instalações da Prisão de Fleet, a qualquer instante, quaisquer pessoas que se apresentassem perante si para esse propósito. Não eram feitas perguntas, como não se impunham (...)
21 Jul, 2018

gatafunhos

Aos egípcios todos os locais serviam para escrever (20) o que bem nos elucida sobre a sua falta de civismo e inferior índice educativo, bem como do seu atraso em relação a certas populações civilizadas que, em regra, só escrevem nas paredes das retretes e mictórios, embora, diga-se de passagem, revelando grande elegância de carácter, correcção de forma e exacta interpretação do pensamento.  Com efeito, os felás enchiam de gatafunhos as paredes das colunas dos templos, as (...)
02 Nov, 2017

(re)tornar

El exceso de escritura puede volver infantiles a las personas.      David Foenkinos - La biblioteca de los libros rechazados (2016) Titulo original: Le Mystère Henri Pick Traducción de María Teresa Gallego Urrutia y Amaya García Gallego Penguin Random House Grupo Editorial S.A.U. (febrero, 2017)            
03 Abr, 2017

sagrado

Uma vez - contam os biógrafos do Profeta - ao ditar ao escrita Abdullah, Maomé deixou uma frase a meio. O escriba, instintivamente, sugeriu-lhe a conclusão. Distraído o Profeta aceitou como palavra divina o que dissera Abdullah. Este facto escandalizou o escriba, que abandonou o Profeta e perdeu a fé. Estava errado. A organização da frase, em última análise, era da responsabilidade dele; era ele que devia ajustar contas com a coerência interna da língua escrita, com a gramática (...)