Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

11 Out, 2019

sinuosos arpões

Num sinuoso acesso de dor  subia-se à felicidade como um peixe arpoado pela corola activa da fêmea. Ajoelho ante essa fúria sensual...      Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)      
25 Set, 2019

sábia devolução

  Devolveu-me o tempo o fátuo e a seda dos lenços de novo a sinto sarar-me as feridas. Até dos objectos recebo, afinal, teu sopro     Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)        
29 Jul, 2019

arGOLAdaS

Vai apreensivo com o destino do Lourenço (...) O homem tem cinco filhos e deve estar a esta hora a arrepelar-se para inventar com que lhes dar de comer.  Põe-se Frei Pedro a arquitectar planos para tirar o Lourenço da encrenca e ocorre-lhe que a solução poderá passar pelo padre Sepúlveda (...)  Santas tardes, senhor abade. E vá de lhe trinar a miséria do Lourenço, da mulher e dos cinco filhos, com acordes trágicos e tons patrióticos. Pois, que se há-de fazer... É a vida - (...)
11 Jul, 2019

faxina deliciosa

Hoje Eu Sei Vanessa da Mata / Jonas Myrin (Sereia de Água Doce / Duva Songs/Songs of Universal, Inc. [BMI])   Na minha vida hoje eu sei Quem é dor, quem é luz, quem é fuga Quem estraga ou quem estrutura Quem é adubo, terra ou rosa Hoje eu sei quem é conto, romance ou prosa O silêncio amigo ou a cobra Só não sei quem é o mistério Ninguém me ensinou a amar Me cuidar ou escolher Das sutilezas entre tédio e paz Sempre acompanhada e só, Merecia muito mais, de mim mesma O (...)
01 Mar, 2019

a paz da cura

Eu amei Eu amei, ai de mim, muito mais Do que devia amar E chorei Ao sentir que iria sofrer E me desesperar Foi então Que da minha infinita tristeza Aconteceu você Encontrei em você a razão de viver  E de amar em paz E não sofrer mais Nunca mais Porque o amor é a coisa mais triste Quando se desfaz   Vinicius de Moraes - Amor em Paz       
08 Fev, 2017

frustração

Acordar na manhã seguinte com gosto de corrimão de escada na boca: mais frustração que ressaca, desgosto generalizado que aspirina alguma cura. Caio Fernando Abreu (12 de setembro, 1948 — 25 de fevereiro, 1996)        Don’t need a shrink but an exorcist (...)  Stop stop talking about who’s to blame When all that counts is how to change (...) Who gave the leopards spots and taught the birds to sing Born of frustration Born of frustration I’m living in the (...)