Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

01 Mar, 2019

a paz da cura

Eu amei Eu amei, ai de mim, muito mais Do que devia amar E chorei Ao sentir que iria sofrer E me desesperar Foi então Que da minha infinita tristeza Aconteceu você Encontrei em você a razão de viver  E de amar em paz E não sofrer mais Nunca mais Porque o amor é a coisa mais triste Quando se desfaz   Vinicius de Moraes - Amor em Paz       
19 Out, 2018

look

Às vezes, a vida é uma coisa tão bela que choro de ternura e não ligo ao que dizem.       Afonso Reis Cabral – Pão de Açúcar Publicações Dom Quixote (2018)            
06 Ago, 2018

la risa y el llanto

  Um homem entra em uma palestra, e conta uma piada, todos morrem de rir, ele conta novamente a mesma piada, alguns dão risada, ele conta pela terceira vez, ninguém ri… Ele sorri e diz: Engraçado como vocês não conseguem rir da mesma piada, de novo e de novo ? Mas porque continuam chorando pela mesma coisa, de novo e de novo ?   in www.mensagemdodia.com          
16 Mai, 2018

a evitar

Evitar o choro, porque as lágrimas são delibitadoras, e ao abatimento seguem-se reacções violentas e decisões nefastas (...) a fúria é sempre alimento de mais fúria, como as lágrimas o são de mais lágrimas.      George Sand – Diário Íntimo Antígona (2004)        
09 Jan, 2018

sabrás

Matsu nunca prometeria parar de chorar. Acalmara, mas sabia bem que a felicidade se compunha da soma de muita tristeza também.      Valter Hugo Mãe – Homens imprudentemente poéticos Porto Editora (2016)        Sabrás que he cumplido firmemente, Tú sabrás, mi promesa de quererte hasta el final, Que he esperado tanto tiempo, Y aún puedo más. Sabrás que yo he sido la primera, Tú sabrás, en escribirte una canción que te recuerde aquella vez, En que mi cuerpo temblaba, (...)
14 Nov, 2017

forma cônscia

 Separation Ishrath       Algo que tinha de ser, fazia parte da resiliência, da forma mais cônscia dos afectos. Mas caiu sobre as pernas e chorou porque a sensatez nunca impedia a dor.      Valter Hugo Mãe – Homens imprudentemente poéticos Porto Editora (2016)        
22 Out, 2017

dessas

numa súplica insegura que principiava a enervá-lo, perguntas acerca do seu casamento, acerca do filho e das filhas pequenas (...) quase a chorar a cretina, a humilhar-se, se calhar o mesmo que faz com o marido embora jure que não, garante que o trata por cima da burra e o idiota aceita, o enxota, mal lhe fala porém isso dizem todas e a gente faz que acredita, provavelmente a que lá tenho em casa uma história igual com um sujeito que não me interessa um tuste saber quem é desde (...)
02 Jul, 2017

mar

Um certo dia, chegou à aldeia o Tio Jaime Litorânio, que achou grave que os seus familiares nunca tivessem conhecido os azuis do mar.  Que a ele o mar lhe havia aberto a porta para o infinito. Podia continuar pobre mas havia, do outro lado do horizonte, uma luz que fazia a espera valer a pena. Deste lado do mundo, faltava essa luz que nasce não do Sol mas das águas profundas.  A fome, a solidão, a palermice do Zeca, tudo isso o Tio atribuía a uma única carência: a falta de (...)