Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Cecília (chimpanzé)


Cecília

05
Abr19

cecilia2-800x746.jpg

Cecília (Argentina, 1998) é uma chimpanzé argentina.

Ela é notória pois foi o primeiro ser vivo não-humano a receber um habeas corpus, que autorizou a transferência do seu cativeiro em Mendoza, na Argentina, para o Brasil. Em 5 de abril de 2017, ela chegou em seu novo lar, na cidade de Sorocaba, para viver no Santuário de Primatas de Sorocaba.

in https://pt.wikipedia.org/wiki/Cec%C3%ADlia_(chimpanz%C3%A9)

 

A adaptação de Cecília foi muito boa e alguns meses depois de sua chegada já começou a conviver com um companheiro, o chimpanzé Marcelino.

Segundo a equipe do santuário que acompanha Cecília, ela está muito bem de saúde e se encontra totalmente adaptada à vida no Santuário (...)

“Ela se alimenta muito bem e gosta de vários tipos de frutas e folhas. Continua convivendo com seu companheiro Marcelino, que gosta muito dela e está sempre por perto. Em algumas ocasiões em que foi preciso separá-los momentaneamente, ambos ficaram preocupados um com o outro e Marcelino chega a vocalizar para chamá-la. 

 

in http://www.projetogap.org.br/noticia/gap-brasil-noticias-de-cecilia-a-primeira-chimpanze-a-desfrutar-do-direito-de-habeas-corpus-no-mundo/

 

 

dentro


Cecília

28
Jul17

Os seus olhos! Cecília tinha os olhos dentro da barriga! Quando entrei, os olhos estavam lá a ver-me! Eram enormes e estavam a sorrir para mim! (...) «Mas para que lhe servem aqui dentro, no escuro? Nunca poderá ver o que se passa lá fora».

«Todos olham para fora - falou a baleia Cecília. - Mas poucos são capazes de ver onde está mais escuro, dentro de nós.»

 

Daniela Palumbo - A Baleia Cecília (La Balena Cecilia , 1999)

Inst. Miss. Filhas de São Paulo (Agosto 2008)

 

 

 

o nariz há um ano: 

http://narizdecera.blogs.sapo.pt/bmv-4743

http://narizdecera.blogs.sapo.pt/gold-sucks-man-4998

http://narizdecera.blogs.sapo.pt/antonios-4595

http://narizdecera.blogs.sapo.pt/i-am-a-woman-above-everything-else-5141

 

 

 

objetos, acessórios, pretextos


Cecília

11
Mai17

A conclusão a que cheguei é de que a leitura é uma operação sem objecto; ou que o seu verdadeiro objecto é ela própria. O livro é um suporte acessório ou inclusivamente um pretexto.

 

 

Italo Calvino – Se Numa Noite de Inverno Um Viajante (1979)
Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)

 

 

cecilia_a.jpg 

cecilia_b.jpgUm livro nunca deve ser deitado fora – há sempre que o possa ler pela primeira vez – mas, mesmo que esteja em mau estado e ilegível, há quem o consiga transformar noutro objecto. É o caso de Cecilia Levy, uma artesã sueca que pega nos livros e cadernos de banda desenhada em mau estado e

transforma-os em chávenas, copos, pires, pratos e tigelas.

Cecilia, que curiosamente já foi encadernadora, tem agora uma abordagem inversa à literatura. Ela arranca as páginas e une-as noutra forma. Para os amantes de livros este projecto pode ser um sacrilégio, mas mesmo esses não deixarão de admitir que o resultado final deste processo é interessante – mesmo que não seja especialmente prático.

 

in http://greensavers.sapo.pt/2017/05/07/como-transformar-livros-antigos-em-chavenas-copos-pires-pratos-e-tigelas/

 

 

  

(...)


Cecília

09
Fev17

A Cecília


as palavras tocam-nos como braços e dedos
murmuram como plátanos e choupos frondosos
Cecília, que tocou-me com sincera simpatia
sem ver-lhe o rosto, nunca

um calor embrulhado num pedaço de papel,
nas frases coloridas de silêncios e conversas
há arrepios que arrebatam e frases ditam
o sol em dias tristes

nunca um vício seja, antes seja prazer e gozo
como rosto colado à janela a ver se vem
assim mantive, hábito de criança que granjeara
infantil curiosidade.

vibraram em cada fibra, figura crepuscular
corri cortinas ao sol exterior, alheio a mim
devolvo a simpatia na imagem recíproca
de prazer imenso

 

edmund 

 

 

cecílias


Cecília

28
Dez16

(quis publicar este post  no dia 22 de novembro , dia de santa cecília,

um - pouco - dia de todas as cecílias, mas não foi possível; porém, nada acontece por acaso )

 

Cecílias são o desassossego
São meio diferentes, verdadeiras
Fogem ao convencional
E são belas por serem assim
Elas enchem a casa de alegria
E o coração de paz
Uma lembrança na eternidade
São livres, são delas mesmas
Borboleta sem casca, a menina
E eu só espero que numa dessas revoadas
Quando Cecília partir, se partir,
Que me leve com ela, e me deixe saudades
Se um dia eu, esquecido em sua memória
Teimar em chamá-la de volta
Buscando os laços que ainda entrelaçam os meus
Então que Cecília me encontre
Melhor, me reencontre.

(desconhecido)

in http://orkut.google.com/c5880345.html