Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

compreender a teoria

- Eu diria que a Nancy te deixou por causa de outro homem. Preto, branco, vermelho ou amarelo. Toma nota desta regra e estarás sempre protegido: uma mulher raramente deixa uma vítima sem ter outra à mão. 

- Meu - disse Paul -, eu preciso de ajuda, não de teoria. 

- A menos que compreendas a teoria, vais precisar sempre de ajuda...

 

 

Charles Bukowski in Harry Ann Landers - Música para Água Ardente (1983)

Antígona (2015)

 

 

 

350px-Teoria_Triangular_do_Amor.png

 

Teoria_triangular_do_amor

 

 

 

 

 

 

27.11.5 (FIM)

Eu sentei-me num cadeirão à frente dela. Ela bebeu uma cerveja e contou-me o que se passava: « Eu amo-o, sabes, mas não consigo qualquer contacto, ele não fala. Eu digo-lhe fala comigo! Mas, por Deus, ele não fala. Ele diz: " Não és tu, é outra coisa." E é o fim da conversa.»

 

Charles Bukowski in Não Foi Bem Bernadette - Música para Água Ardente (1983)

Antígona (2015)

 

 

 

27.11.4

 Sem olhar para trás. Sem ver o céu azul, o calor a bater. O sol a brilhar, a faiscar nos frisos dos carros que passam. O vento suave, a música no rádio. Nada disso, nada dessa beleza quotidiana se manifestou. Porque a decisão já estava tomada. Ponderada. Aceite.

Quando isso acontece, um véu de cegueira cobre a cara do morto anunciado. Como uma droga, uma embriaguez que omite a verdade. Que omite o mundo real, aquele que passa ao lado do universo que nasceu na mente do suicida.

As razões por que a decisão foi tomada, são desconhecidas. Podíamos consultar todos os psicólogos de Portugal; todos os psiquiatras. Todos os médicos de todas as maleitas do homem podiam olhar para este relato. E nenhum deles podia dizer com ciência a razão por que (...) escolheu morrer (...)

A verdade é que a cada quarenta segundos uma pessoa morre no mundo. Em Portugal, há, oficialmente, três suicídios por dia. São 1.200 por ano.

 

in https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/na-ponte-que-liga-as-duas-margens-de-um-pais-ha-quem-escolha-desligar-se-da-vida

 

 

pai para sempre

 - A morte não tresanda - disse a mulher -, só os vivos tresandam, só os moribundos tresandam, só os putrefactos tresandam. A morte não tresanda.

 

 

Charles Bukowski in Uma Brasa de Mulher - Música para Água Ardente (1983)

Antígona (2015)

 

 

 

(obrigada B. pelo privilégio de me ter tornado mãe contigo. pela honra de ser mãe das tuas filhas. direi sempre às nossas meninas que são filhas de um homem bom. o melhor homem que conheci até hoje. para sempre , eu e tu, - pai e mãe - pais em planos espirituais diferentes.

Amor, Luz, Paz)

 

meio baralho

- Antes do nosso casamento estava tudo bem. Ela mostrou-me todas as cartas boas, mas tinha meio baralho que nunca me deixou ver. Eu diria mesmo que era mais de meio baralho. 

 

Charles Bukowski in Um Par De Gigolôs - Música para Água Ardente (1983)

Antígona (2015)

 

 

 

instantes

A Nicole le dio un ataque de risa y subió de nuevo al comedor. Fue una reacción más bien cariñosa, pero Gérard se sintió como si lo hubieran humillado. Su mujer no lo consideraba capaz de escribir, ni siquiera de quedarse pensando un rato. No volvieron a hablar de ese instante, pero iba a ser el inicio de una fisura en su matrimonio. En ocasiones tenemos que actuar de forma sorprendente, derrapar y salirnos de lo cotidiano en cierto modo, para saber lo que el otro piensa realmente de nosotros. 

 

 

David Foenkinos - La biblioteca de los libros rechazados (2016)
Titulo original: Le Mystère Henri Pick
Traducción de María Teresa Gallego Urrutia y Amaya García Gallego
Penguin Random House Grupo Editorial S.A.U. (febrero, 2017)

 

 

 

se não sim

no outono consentiu um beijo, uma desilusão mole e húmida que lhe deu ímpetos de apagar no cotovelo, o meu pai feliz

- Não foi bom?

e ela com vontade que ele morresse ou ela morresse (...) à medida que uma voz dentro de si 

- Têm paciência senão ficas sozinha 

e o pavor de ficar sozinha depois da morte dos pais 

 

 

António Lobo Antunes – Para Aquela Que Está Sentada No Escuro À Minha Espera (2016)
Publicações D. Quixote | Leya (2016)

 

 

 

 

27.11.2017

B.

03.11.1982 - 27.11.2017

 

  

A Canção do Suicida


Só mais um momento.
Que voltem sempre a cortar-me
a corda.
Há pouco estava tão preparado
e havia já um pouco de eternidade
nas minhas entranhas.

Estendem-me a colher,
esta colher de vida.
Não, quero e já não quero,
deixem-me vomitar sobre mim.

Sei que a vida é boa
e que o mundo é uma taça cheia,
mas a mim não me chega ao sangue,
a mim só me sobe à cabeça.

Aos outros alimenta-os, a mim põe-me doente;
compreendei que há quem a despreze.
Durante pelo menos mil anos
preciso agora fazer dieta.

 

Rainer Maria Rilke, in "O Livro das Imagens"

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D