Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

02 Nov, 2019

epifania

a morte é isto: abundância     Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)       The Last Judgement (1533 - 1541) Michelangelo Buonarroti    
11 Out, 2019

sinuosos arpões

Num sinuoso acesso de dor  subia-se à felicidade como um peixe arpoado pela corola activa da fêmea. Ajoelho ante essa fúria sensual...      Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)      
10 Out, 2019

dínamo

Sinto profusamente aquilo que se furta às palavras mas não ao entendimento. Sinto as fases do teu corpo como um dínamo de luz a atravessar o meu peito.    Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)      
a certeza trágica  ... do index irremissível ... do fórcipe irremediável ... do curativo inútil ... da solicitude cínica ... da surpresa mórbida    Paulo da Costa Domingos in  POÇO DA MORTE     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)     A Arte de Viver (1967) René Magritte  
02 Out, 2019

mucho mistrust

(...) quando a atracção natural reunisse os corpos apesar da dúvida. Lembrar-te-ás da força dos dias de cegueira dias de puro instinto, tudo  o mais esquecerás. O vento contra. O aparente cansaço que nos atira um ao encontro do outro.  (...)   Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)      
01 Out, 2019

terno abrasivo

Bastou uma pequena água para que o Universo inteiro vestisse a tua cinza perturbada delirante pelos rituais da saliva e da pele. E o nosso sangue queimava terno abrasivo.    Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)      
  São outros, porém, os cravos da moderna paixão: casamentos, relógios de ponto, habitação própria domesticam o horizonte, e o horizonte basta.     Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)      
30 Set, 2019

ser eterno dentro

Volto a ser uma dama instada ao amor às solicitações e aos rigores vibráteis do corpo e mais, muito mais, à respiração ondulatória porque eu sou da terra o sismo e o fulgor só pelo negrume de meu amado respondo.   Entristecem-me as promessas mínimas do ventre aberto por força do pouco e do muito ele querer a paz do coágulo, a dor, o espasmo e o rubi ai tudo posso dar-lhe, ao meu adepto, ruína das lutas, o soma, o sarcófago e até o ser eterno dentro de mim.     Pau (...)
25 Set, 2019

sábia devolução

  Devolveu-me o tempo o fátuo e a seda dos lenços de novo a sinto sarar-me as feridas. Até dos objectos recebo, afinal, teu sopro     Paulo da Costa Domingos in CAMPO DE TÍLIAS     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)