Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

brandos costumes

21.07.21

A sociedade portuguesa de 1940 estava muito dividida no que dizia respeito aos seus sentimentos por Salazar. E ainda hoje, apesar da revolução de 1974, que permitiu ao país viver em democracia, a memória do ditador suscita ideias contraditórias em alguns sectores: há quem insista em perpetuar a memória de um Salazar "autoritário, mas bonzinho", pondo em dúvida que tenha, sequer, colaborado com o nazismo (nem mesmo de forma não consciente). Como se barrar o caminho da salvação a potenciais vítimas da perseguição e dos campos de concentração e da morte, só para dar um exemplo que me toca mais de perto, não fosse colaboração suficiente com o horror nazi...

 

António Moncada S. Mendes – Aristides de Sousa Mendes, Memórias de Um Neto
Edições Saída de Emergência e António Moncada S. Mendes (2017)

 

deus me proteja de mim
e da maldade de gente boa
da bondade da pessoa ruim
deus me governe, guarde
ilumine e zele assim
caminho se conhece andando
então vez em quando
é bom se perder
perdido fica perguntando
vai só procurando
e acha sem saber
perigo é se encontrar perdido
deixar sem ter sido
não olhar, não ver
bom mesmo é ter sexto sentido
sair distraído e espalhar bem-querer

Faixa do disco Francisco, forró y frevo (2008)

 

 

chega de diminuições

01.07.21

«Ninguém pode negar a humanidade do outro sem com isso diminuir a sua.»

James Baldwin, Nobody Knows My Name, 1961 

 

 

Jorge Vala  – Racismo, Hoje, Portugal em Contexto Europeu (2021)

Fundação Francisco Manuel dos Santos, Jorge Vala (2021)

 

 

uma questão de rotas

28.06.21

[...] e ali nos sentávamos, às cinco da manhã, à espera de serviço, à espera que algum carteiro efectivo telefonasse a dizer que estava doente. Normalmente, os carteiros efectivos adoeciam quando chovia ou quando havia uma vaga de calor, ou então depois de um feriado, quando o correio duplicava. 

 

Charles Bukowski – Correios (1971)

Antígona (2015)

 

 

vivendo e aprendendo

21.06.21

Tu te ofereceste aberta como eras 

no sentido da dança, do fogo e do mar 

 

António Ramos Rosa in ENCONTRO - Obra Poética I

Assírio & Alvim (2018)

 

 

Laroyê Exu, Exu mojubá

13.06.21

exu.jpg

 

[...] olhando com mais cuidado o que muitos já publicaram, chegamos a algumas conclusões que dividimos aqui com todos.
***

Santo Antonio é um dos santos mais populares da Igreja Católica.
Igualmente, Exu talvez seja a figura (Orixá, Guia) mais popular das religiões afro-brasileiras.

Também chamado de Santo Antonio de Pemba, de Lisboa, de Ouro fino e de Pádua, teve em sua bravura, quando encarnado, uma de suas maiores características.
De maneira idêntica, Exu é guardião, é da Esquerda, bravura comprovada!

Santo Antonio enfrentava os ricos e poderosos para favorecer os pobres.
Da mesma forma, Exu atua sob a Lei Maior, orientando a todos para o crescimento e prosperidade, quando solicitado.

Santo Antonio abandonou as coisas materiais para dedicar-se ao bem estar do próximo.
Em vida, foi homem de grande cultura, professor de Universidade, e conhecia inclusive assuntos tidos como profanos.
Portanto, era muito próximo, acessível a todos.

Exu fala fácil a todos.
Com efeito, é compreensível, direto, sem rodeios. Não sonega assuntos.

Santo Antonio acreditava que o mundo espiritual deveria ser mais próximo do mundo material.
Com isso, trabalhava para que as relações humanas fossem mais valorizadas, sempre com ênfase no amor.

Por outro lado, Exu é sempre procurado para questões bem terrenas como o amor, os relacionamentos e os negócios.

Santo Antonio também tinha grande dom para oratória.
Assim, falava com simplicidade e clareza, outra característica de Exu na Umbanda.

Santo Antônio é o santo casamenteiro.
Entende muito bem os problemas sentimentais e materiais dos seres humanos (assim como Exu).

Por fim, não acreditamos que haja um sincretismo entre eles.

Na verdade, Santo Antonio e Exu podem ser aproximados.

Assim, o matrimônio é uma ligação amorosa, familiar. É um compromisso, um momento de mudança na vida de um casal.
Com toda certeza, Exu está nos momentos de virada, nas encruzilhadas da vida.
Escolher o melhor caminho, o melhor parceiro ou parceira para vida é um desejo da maioria.

É um compromisso consigo mesmo e com outro.

É relacionar-se, aproximar-se de alguém ‘para todo o sempre’.

É ligar-se emocionalmente, fisicamente, pelo espírito e pela carne.

E é este um terreno fértil para Santo Antonio e Exu.

 

in https://umbandaeucurto.com/santo-antonio/

 

 

1 ESQ

09.06.21

e da figura frágil que eu amo, o seu espaço

que ignoro, o seu quarto intacto, o seu odor de rapariga.

[...]

Eu desejo as palavras das suas fibras, a saliva da sua língua. 

Desejaria habitar o seu caminho, bater à sua porta. 

 

António Ramos Rosa in FALO DE UM DESIQUILÍBRIO - Obra Poética I

Assírio & Alvim (2018)