Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

reformulações

Cecília, 16.06.20

Reformulação do registo de pecados 

(...)

Este registo de pecados devia ser um registo de pensamentos. Não são pecados: são pensamentos. Pensamentos que uma pessoa deve ter para se perguntar acerca das coisas. 

 

Hugo Mezena – Gente Séria (2017)

Planeta Manuscrito (2018)

 

 

as cerimónias do medo e do orgulho

Cecília, 31.07.19

Então, Manoel solta os freios das cerimónias, agarra-a pela cintura e, antes de a beijar, diz-lhe que as doidices de Lisboa não são nada, ao pé da doidice que ele tem por ela. Olha que estás a desfazer-me o chignon... Pois desfaço-to mesmo!

Acabam por comer a canja fria, o Manoel de camisa esgargalada e fora das calças, a Juliana de cabeleira desfeita e chambre chinês 

 

 

Álvaro Guerra – Razões de Coração (1991)
Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)

 

 

 

yeah, so

Cecília, 26.07.19

Ela cala-lhe os protestos com um beijo e quer que ele lhe diga se a ama verdadeiramente. Ele jura-lhe que sim e para sempre. E os amores que teve por esse mundo fora?... Amores não, mulheres. Nunca lhe falou nisso porque foram coisas sem rasto e, para casar, escolheu-a a ela. 

 

Álvaro Guerra – Razões de Coração (1991)
Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)

 

 

 

 

Once I have Been Caught

Cecília, 01.07.19

Sounds very Simple to do,
To Kiss me Quick
But your Love must be True
And to catch me, is the Trick

When our lips do Meet
I know it will be such a Treat
For me as well as You
Nice and wet like the Morning Dew

Lips twisting and Turning
For more defiantly Yearning
And I'll probably want a Lot
Once I have Been Caught

 

 
 

Na Cama, O Beijo - 1892


Henri de Toulouse-Lautrec

 

beijo

Cecília, 06.05.19


E de novo a armadilha dos abraços.
E de novo o enredo das delícias.
O rouco da garganta, os pés descalços
a pele alucinada de carícias.
As preces, os segredos, as risadas
no altar esplendoroso das ofertas.
De novo beijo a beijo as madrugadas
de novo seio a seio as descobertas.
Alcandorada no teu corpo imenso
teço um colar de gritos e silêncios
a ecoar no som dos precipícios.
E tudo o que me dás eu te devolvo.
E fazemos de novo, sempre novo
o amor total dos deuses e dos bichos.

 

Rosa Lobato Faria, in 'Dispersos'

 

 

 

se não sim

Cecília, 30.01.18

no outono consentiu um beijo, uma desilusão mole e húmida que lhe deu ímpetos de apagar no cotovelo, o meu pai feliz

- Não foi bom?

e ela com vontade que ele morresse ou ela morresse (...) à medida que uma voz dentro de si 

- Têm paciência senão ficas sozinha 

e o pavor de ficar sozinha depois da morte dos pais 

 

 

António Lobo Antunes – Para Aquela Que Está Sentada No Escuro À Minha Espera (2016)
Publicações D. Quixote | Leya (2016)

 

 

 

 

o hábito da comparação

Cecília, 10.11.16

It's impossible to compare two bands. It would be like comparing two lovers.

 

 

Dave Navarro

 

 

 

 

 

 

p.s. Quem aceitou um beijo e não aceita tudo, merece perder aquilo que recebeu.
                                                                                                                       Ovídio