Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

23 Set, 2019

38

(...) As palavras mais simples têm frio como a palavra amor como a palavra tempo (...) As palavras mais simples são as mais preciosas como uma sombra vã numa rua deserta      António Ramos Rosa in À MEMÓRIA DE PAUL ÉLUARD   António Ramos Rosa - Obra Poética I  Assírio & Alvim (2018)      
28 Ago, 2019

vividamente

irei eu rir quando se descobrir que a morte é pertença deste lado exausta do milagre e do                                                                                                           [ sonho.     Paulo da Costa Domingos in ARA     Paulo da Costa Domingos – Carmina (1971-1994) Antígona (1995)      
25 Jun, 2018

a barba de gente

água pela barba a muito boa gente (7)   (7) Maneira de nos referirmos a gente nem sempre muito boa        Vilhena – História Universal da Pulhice Humana (1960/1961/1965) Edição Completa, Integral e Nunca Censurada dos Três Volumes Originais Pré-História / O Egipto / Os Judeus Herdeiros de José Vilhena / SPA 2015, E-Primatur (2016)      
Reunimo-nos para ensaiar um programa de quartetos do século xx - Bartók, Chostakovitch, Britten - , mas tudo isso ficou para trás. Há meia hora que discutimos se havemos de aceitar ou não a proposta da Stratus. Helen não tira os olhos de Billy. Billy começa a sentir-se mal. O problema para o qual Billy acabou de chamar a atenção é fácil de constatar e difícil de resolver. Para a Arte da Fuga ser interpretada por um quarteto de cordas na prevista chave de ré menor - porque (...)
31 Jul, 2017

diálogos

Não são as nossas vidas actuais que se comunicam já sei mas sim os nossos mistérios que dialogam.      José de Almada Negreiros, QUARTA MANHÃ in AS QUATRO MANHÃS Poemas Escolhidos José de Almada Negreiros - Assírio & Alvim | Porto Editora 2016         
03 Jan, 2017

BWV

Without music, life would be a mistake. Friedrich Nietzsche    
28 Jul, 2016

BMV

    "If I decide to be an idiot, then I'll be an idiot on my own accord."    Johann Sebastian Bach (21 de março, 1685 — 28 de julho, 1750)