Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

(recuperando)

02.03.21

um punho de fogo e um verdadeiro sorriso de aurora 

[...]

É toda mar e vento e praia com um adejar de gaivotas nos cabelos.

[...]

o seu adeus uma ondulada mão desfazendo-se entre mar e céu. 

 

António Ramos Rosa in  MUSAS  - Obra Poética I

Assírio & Alvim (2018)

 

 

lisboa

16.02.17

 

 ________________ nas traseiras da habitação antiga

Que pouco a pouco foi ruindo, os galos, os pintos

E as galinhas ficaram soterrados no espaço vago

Da devastação urbana. Fruto de escavadeiras,

Lisboa espera agora por mais um prédio

Magalómano de cimento, e por filas e filas de janelas

Sem ovos, tão tem galos são depressivas as 

Auroras. Grasnam patos bravos, coitados

Dos humanos. Perderam o rasto à caixa das almas

Sua antiquíssima ferramenta de convívio. 

 

 

Maria Gabriela Llansol - O Começo de Um Livro É Precioso
Assírio & Alvim (outubro 2003)