Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Cecília 28.04.2022 12:31

    Caramba... Que surpresa boa, essa banda sonora.
    Obrigada Santiago 
  • Sem imagem de perfil

    Santiago Miral 28.04.2022 12:56

    A menina, resoluta e decidida (prometo não entrar em reflexões sobre a cor do traje), que dirige o seu olhar para Norte, partindo do principio que o mar da imagem será a costa ocidental do mar português , cerca de uma hora antes do pôr do sol, sabe que não tem muito tempo. O disco dourado fará o seu mergulho quotidiano e mesmo com binóculos o mar não passará de uma escuridão infinita. A única esperança está no día de amanhã, onde uma nova luz surgirá.

    Parece-me, no entanto, que a imagem não está completa, pois o cabo que prende o bote, à esquerda da imagem, está esticado quase horizontalmente. Se este estivesse fundeado, estaria quase na vertical. A menina está, deste modo, cativa, embora a imensidão do mar a atraia, ela não se pode afastar; está presa à mãe-terra por uma espécie de cordão umbilical (fraca analogia, na verdade). Sobram as gaivotas que, na esperança - novamente a questão da esperança - de conseguir algum alimento, sobrevoam cautelosamente a cena. Serão elas as unicas que gozam de liberdade plena; afinal, são as unicas que nasceram com asas mas, mesmo assim, têm de se alimentar.
    Esta imagem também me fez voar para uma outra música. Alguém se recorda?


    “Uma gaivota voava, voava,
    asas de vento,
    coração de mar.
    Como ela, somos livres,
    somos livres de voar.”


    E, uma vez mais, dou por mim a cantar.

  • Imagem de perfil

    Cecília 28.04.2022 14:38

    não está cativa, a menina, apenas resguardada para o momento em que valha a pena, porque pronta, para soltar amarras 
  • Sem imagem de perfil

    Santiago Miral 28.04.2022 14:48

    Mas quem se resguarda, limita-se, chegando frequentemente a anular-se. Não passarão os resguardados, deliberadamente ou por imposição, de cativos?

  • Imagem de perfil

    Cecília 28.04.2022 15:09

    os pássaros resguardam os filhos até ao momento do voo . é desse resguardo que falo.
    resguardo que é amor e cuidado. e o amor nunca se impõe, nunca castra. 


    nem eu nem as minhas filhas temos personalidades que se anulam. 
    estamos sempre de binóculos na mão, efetivamente. 
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub