Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

03
Fev22

[da série] cuidado, esta gente vota (IV)

Cecília

«O caso aconteceu com uma senhora muito instável que costumava vir cá. Naquele dia ela aproximou-se e eu disse boa-noite. Foi o suficiente para ela começar aos gritos. "Boa-noite? Mas você sabe se eu já jantei? Quem é você para me dizer boa-noite? Quem é o seu supervisor?"» A partir daqui, começou o chorrilho de insultos, que acabou na exigência da presença da responsável pela bilheteira, isto diante de uma fila enorme de espectadores da Festa do Cinema Francês [...] Eu chamei a responsável, ela veio falar com a senhora, e o argumento era esse, que era uma falta de respeito eu dizer boa-noite, porque para ela ainda era "boa tarde", uma vez que ainda não tinha jantado. E, pior, ficou mais chateada porque eu sorri quando disse "boa-noite", como se estivesse a gozar com ela [...]»

 

Pedro Vieira – Em que posso ser útil? (2021)

Fundação Francisco Manuel dos Santos e Pedro Vieira (2021)

 

 

03
Fev22

[da série] cuidado, esta gente vota (III)

Cecília

Num registo menos acidentado, Marcelo conta o caso de um cliente do Pap'Açorda que forçou a nota, com o propósito de fazer uma reclamação. «Acho que era isso que ele queria, ou então estava a testar-nos, não sei.» Tudo começou com um pedido de bife médio-mal passado. «Primeiro reclamou porque achou que o bife estava muito passado. Mandou vir outro. Depois achou que estava mal passado. Mandou vir outro. Ao terceiro bife, provou e disse que lhe tínhamos feito alguma coisa estranha na cozinha. Dizia que o bife vinha alterado.» Ao fim de muito tempo de diálogo e de troca de argumentos, o comensal acaba por desistir da queixa e, na hora de pagar, enfia uma nota de 100 euros no avental de Marcelo. «Disse-me que era um prémio, porque nunca ninguém o tinha aturado durante tanto tempo.

 

Pedro Vieira – Em que posso ser útil? (2021)

Fundação Francisco Manuel dos Santos e Pedro Vieira (2021)

 

 

03
Fev22

[da série] cuidado, esta gente vota (II)

Cecília

Acontece que, mesmo em contextos de menor exigência, como era o caso do bengaleiro do Museu Berardo, os problemas podiam surgir. «Uma vez fui abordado em espanhol por uma senhora americana. Eu respondi-lhe em inglês, dizendo que não sabia falar espanhol, ao que ela perguntou se não podia falar espanhol em Portugal. Eu disse-lhe que sim, mas aconselhei-a antes a falar inglês, por todas as razões. Expliquei-lhe que há umas animosidades históricas e que há portugueses que não reagem bem quando lhes falam em espanhol. Ela agradeceu com um sorriso largo, mas depois foi fazer uma queixa online, a dizer que eu a tinha feito perder o tempo dela, enquanto lhe dava uma lecture sobre que línguas é que ela podia ou não podia falar.»

 

Pedro Vieira – Em que posso ser útil? (2021)

Fundação Francisco Manuel dos Santos e Pedro Vieira (2021)

 

 

03
Fev22

[da série] cuidado, esta gente vota (I)

Cecília

... um iPhone. «Um tipo ligou a dizer: "Daqui a uns minutos vou embarcar num voo e tem de resolver agora o problema com o meu telefone."Quem é que liga antes de embarcar para um voo?» Como o tempo de resposta não se coadunava com a pressa do cliente, começaram os gritos e os insultos sem freio. «Chamou-me de tudo, tudo. Nunca me tinha acontecido. E ouvia-se no corredor, ele gritava e o som saía do headset.» A ponto de chamar a atenção do supervisor de turno, que se sentou ao lado de Ricardo e lhe deu uma ordem taxativa. «Estão a insultar-te ao telefone, desliga a chamada já.»

 

Pedro Vieira – Em que posso ser útil? (2021)

Fundação Francisco Manuel dos Santos e Pedro Vieira (2021)

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2022
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2021
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2020
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2019
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2018
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2017
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2016
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub