Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

Nariz de cera

anotações e apontamentos que dizem tudo - de, por e para mim - por si mesmos.

23
Mar17

abraço (II)


Cecília

Far away
The ship is taking me far away
Far away from the memories
Of the people who care if I live or die

The starlight
I will be chasing a starlight
Until the end of my life
I don't know if it's worth it anymore

Hold you in my arms
I just wanted to hold
You in my arms

My life
You electrify my life
Let's conspire to ignite
All the souls that would die just to feel alive

Now I'll never let you go
If you promised not to fade away
Never fade away

Our hopes and expectations
Black holes and revelations
Our hopes and expectations
Black holes and revelations

Hold you in my arms
I just wanted to hold
You in my arms

Far away
The ship is taking me far away
Far away from the memories
Of the people who care if I live or die

And I'll never let you go
If you promise not to fade away
Never fade away

Our hopes and expectations
Black holes and revelations
Our hopes and expectations
Black holes and revelations

Hold you in my arms
I just wanted to hold
You in my arms
I just wanted to hold

 

Muse - Starlight 

 

 

23
Mar17

abraço (I)


Cecília

I know you've suffered,
But I don't want you to hide,
It's cold and loveless,
I won't let you be denied

Soothing,
I'll make you feel pure,
Trust me,
You can be sure

I want to reconcile the violence in your heart
I want to recognize your beauty is not just a mask,
I want to exorcise the demons from your past,
I want to satisfy the undisclosed desires in your heart

You trick your lovers,
That you're wicked and divine,
You may be a sinner,
But your innocence is mine

Please me,
Show me how it's done,
Tease me,
You are the one

I want to reconcile the violence in your heart,
I want to recognize your beauty is not just a mask,
I want to exorcise the demons from your past,
I want to satisfy the undisclosed desires in your heart

Please me,
Show me how it's done,
Trust me,
You are the one

I want to reconcile the violence in your heart,
I want to recognize your beauty is not just a mask,
I want to exorcise the demons from your past,
I want to satisfy the undisclosed desires in your heart

 

Muse - Undisclosed Desires

 

 

23
Mar17

de ninguém e de todos


Cecília

Quem me abriu o portão foi o coveiro que já conhecera na taberna A Estrela da Suécia. - Procuro o senhor Kauderer - disse-lhe. 

Respondeu: - O senhor Kauderer não está cá. Mas como o cemitério é a casa dos que cá não estão, entre. 

 

 

Italo Calvino – Se Numa Noite de Inverno Um Viajante (1979)
Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)

 

 

 

(...)

This land is no one's land
God made this world
And everything within
He didn't make it for one man
He made it for everyone
I don't know why they fighting
Over their burying ground
Mmm, mmm
The land they walkin' on
Is their burying ground

 

This Land Is Nobody's Land

John Lee Hooker

 

 

 

22
Mar17

anos


Cecília

(...) já não havia baton nenhum por não haver lábios onde deixá-lo, havia saias sem cor, sandálias gastas e um aparelho de rádio sempre no posto das orações e das missas visto que Deus aumenta com os anos (...) 

 

 

António Lobo Antunes – Para Aquela Que Está Sentada No Escuro À Minha Espera (2016)
Publicações D. Quixote |  Leya  (2016)

 

 

 

21
Mar17

ficar a trinar


Cecília

Percebes logo que o doutor Cavedagna é aquela personagem indispensável em todo o organograma empresarial em cujos ombros os colegas tendem instintivamente a descarregar todas as tarefas mais complicadas e espinhosas. 

 

 

Italo Calvino – Se Numa Noite de Inverno Um Viajante (1979)
Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)

 

 

 

21
Mar17

aos poetas


Cecília

Somos nós
As humanas cigarras.
Nós,
Desde o tempo de Esopo conhecidos...
Nós,
Preguiçosos insectos perseguidos.

Somos nós os ridículos comparsas
Da fábula burguesa da formiga.
Nós, a tribo faminta de ciganos
Que se abriga
Ao luar.
Nós, que nunca passamos,
A passar...

Somos nós, e só nós podemos ter
Asas sonoras.
Asas que em certas horas
Palpitam.
Asas que morrem, mas que ressuscitam
Da sepultura.
E que da planura
Da seara
Erguem a um campo de maior altura
A mão que só altura semeara.

Por isso a vós, Poetas, eu levanto
A taça fraternal deste meu canto,
E bebo em vossa honra o doce vinho
Da amizade e da paz.
Vinho que não é meu,
Mas sim do mosto que a beleza traz.

E vos digo e conjuro que canteis.
Que sejais menestréis
Duma gesta de amor universal.
Duma epopeia que não tenha reis,
Mas homens de tamanho natural.

Homens de toda a terra sem fronteiras.
De todos os feitios e maneiras,
Da cor que o sol lhes deu à flor da pele.
Crias de Adão e Eva verdadeiras.
Homens da torre de Babel.

Homens do dia-a-dia
Que levantem paredes de ilusão.
Homens de pés no chão,
Que se calcem de sonho e de poesia
Pela graça infantil da vossa mão.

 

Miguel Torga, in 'Odes'

 

 

 Cueilleur d’étoiles…

Ansatu Schlumberger

 

 

in http://vivrelibre.blogvie.com/2009/01/16/ansatu-peintre-poete/

 

 

19
Mar17

reverso da data


Cecília

(...) não devemos dar por sanado o que

Não tem remédio. E devemos dar por evidente

O que não se sabe?

 

 

Maria Gabriela Llansol - O Começo de Um Livro É Precioso
Assírio & Alvim (outubro 2003)

 

 

 

Tout le monde sait comment on fait les bébés
Mais personne sait comment on fait des papas

 

"Papaoutai"
Stromae

17
Mar17

livros (II)


Cecília

É claro que este andar à volta do livro, o ler à volta dele antes de o ler por dentro, também faz parte do prazer do livro novo, mas tal como todos os prazeres preliminares tem a sua duração ideal se se quiser que sirva para levar ao prazer mais consistente da consumação do acto, ou seja, da leitura do livro.

 

 

Italo Calvino – Se Numa Noite de Inverno Um Viajante (1979)
Coleção Mil Folhas PÚBLICO (2002)

 

 

Théodore Roussel, jeune fille lisant[3].jpg

Théodore Roussel

 The reading girl (1886-87)

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D